Danone anuncia meta para reduzir e compensar as emissões de carbono

Informações de Mercado

Acesse nossas publicações

Análises do segmento de foodservice, estudos econômicos, papers relevantes, documentos selecionados para a sua tomada de decisão.

A inteligência de mercado do IFB ao seu dispor.

Quer conhecimento estratégico?
Seja bem-vindo!

Clique, consulte, baixe.

Entrar
Negócios

Danone anuncia meta para reduzir e compensar as emissões de carbono

Postado em 4 de junho de 2020

Ciente da importância de contribuir para um mundo melhor e com mais qualidade de vida para todos, a Danone, que tem como objetivo reduzir o impacto ao meio ambiente e contribuir no combate das mudanças climáticas, está cada vez mais comprometida em ações que geram resultados positivos que vão ao encontro das metas de sustentabilidade da companhia.

Entre as várias atividades que vem sido implantadas pela companhia, está o projeto chamado Triple Zero, que tem como propósito reduzir e compensar as emissões de carbono, reduzir o consumo de água, utilizar 100% de fontes de energia renováveis e zerar o impacto com resíduos destinados a aterros e, assim, promovendo alternativas mais sustentáveis em suas fábricas até o final de 2021.

Com a implementação do projeto Triple Zero vamos garantir:

  • A redução da coleta de água do sistema público, onde vamos passar a utilizar a água da chuva após tratamento nas áreas administrativas das fábricas (como por exemplo jardinagem, limpeza das áreas externas etc);
  • Também vamos manter os melhores índices do uso de água (que já é 25% menor na planta de nutrição especializada);
  • A compensação das emissões de carbono remanescentes por meio de créditos de carbono certificados, a instalação de painéis solares para gerar aproximadamente 15% de energia elétrica que as fábricas usam anualmente;
  • Continuar a utilizar energia de fontes renováveis de baixo impacto certificadas;
  • E continuar usando energia térmica de biomassa certificada (10% menor na planta de Lácteos e Produtos à base Vegetal).

Atingindo esse resultado, as fábricas de Danone Nutricia (nutrição especializada) e de Lácteos e Produtos à base Vegetal (EDP – Essential Dairy & Plant-Based), em Poços de Caldas – MG, se tornarão as primeiras no mundo, comparadas a outras unidades fábris da Danone, a colocar em prática todos estes objetivos em conjunto.

Integração Pasto Floresta (IPF)

Outra prática que a Danone está adotando é a Integração Pasto Floresta (IPF) – sistema inovador que une a criação de vaca leiteira em um ambiente com a plantação de árvores frutíferas, nativas e pequenos arbustos. A finalidade desse modelo é recuperar o solo, fixar o nitrogênio, controlar a erosão, melhorar o bem-estar do animal por conta do aumento de sombra e insumos orgânicos do sistema IPF para a alimentação animal. Consequentemente, melhorar ainda mais a qualidade do leite e diminuir o custo de produção do produtor. Esse projeto, que conta com a parceria do IPE (Instituto de Pesquisas Ecológicas), onde está implantado três hectares de terra em uma fazenda em Guaranésia (MG). A ideia é que essa fazenda-escola se torne exemplo para outros produtores colocarem em prática o modelo IPF.

Foto: reprodução

Informações de Mercado

Acesse nossas publicações

Análises do segmento de foodservice, estudos econômicos, papers relevantes, documentos selecionados para a sua tomada de decisão. A inteligência de mercado do IFB ao seu dispor.

Nome*
E-mail*
Empresa*