Informações de Mercado

Acesse nossas publicações

Análises do segmento de foodservice, estudos econômicos, papers relevantes, documentos selecionados para a sua tomada de decisão.

A inteligência de mercado do IFB ao seu dispor.

Quer conhecimento estratégico?
Seja bem-vindo!

Clique, consulte, baixe.

Entrar
Negócios

Happy hour e o foodservice

Postado em 8 de abril de 2019

A origem do happy hour é incerta, contando com diversas hipóteses. A mais antiga remonta ao Egito Antigo, onde os trabalhadores ao fim do expediente recebiam uma caneca de cerveja. Alguns também falam dos marinheiros, que tinham um tempo liberados de seus postos nos navios, onde podiam beber e participar de lutas de boxe. Outra versão conta da década de 1920, durante o período da Lei Seca, nos Estados Unidos, em que bebidas alcoólicas eram proibidas e as pessoas bebiam escondidas em bares clandestinos. Talvez a atividade de se reunir com colegas, descontrair e comemorar, seja comum em diversas culturas e em tantos momentos históricos.  

Já incorporado há muito tempo na cultura dos brasileiros, principalmente nas grandes cidades, o happy hour passou a mobilizar diferentes estratégias no foodservice. A ida a restaurantes e bares após o trabalho para beber, petiscar, comemorar ou relaxar oferece incríveis possibilidades.

Alguns restaurantes, inclusive, vem oferecendo menus exclusivos e promocionais para esse período. Locais de casual dining vem investindo no happy hour. Um grande exemplo é o Outback com o Billabong Hour, onde no período entre às 17h e às 20h, oferece exclusivo menu com desconto de 50% no cardápio de bebidas, de segunda à sexta. Além disso, porções de sucesso da casa aparecem no cardápio do Billabong Hour.

A frequência de grupos é bastante alta e o consumo de porções, fora o de bebidas, é o que tem a maior busca, como aneis de cebolas, porções de carnes, polenta frita e as tradicionais batatas, servidas das mais diferentes formas.

Um dia de grande consumo acontece tradicionalmente às sextas-feiras. Para muitos estabelecimentos, o horário de verão também costuma ser bastante vantajoso, quando há maior consumo. Outra época é o final do ano, onde grupos do mesmo local de trabalho se reúnem para comemorações e trocas de amigo secreto.

Apreciar boas comidas, bebidas e a companhia de outras pessoas apresenta diversos benefícios. Seja melhorando a relação entre colegas de trabalho, fazer networking ou relaxar, o happy hour é um momento que oferece muitas possibilidades tanto para o consumidor quanto para o setor de foodservice.

Informações de Mercado

Acesse nossas publicações

Análises do segmento de foodservice, estudos econômicos, papers relevantes, documentos selecionados para a sua tomada de decisão. A inteligência de mercado do IFB ao seu dispor.

Nome*
E-mail*
Empresa*