Outros indicadores do primeiro trimestre envolvem o crescimento de 21,6% na receita líquida, para R$ 8,9 bilhões, puxado pelo avanço nas vendas em todos os mercados. Com uma receita líquida de R$ 4,65 bilhões no período, alta de 18,1%, impulsionada pela categoria de processados, o Brasil foi um dos destaques. No mesmo indicador, no mercado internacional, o salto foi de 25,6%. Em relatório, o BTG Pactual destacou o trimestre “muito forte”, com a execução mais forte que o esperado em mercados como o Brasil e a demanda sólida na Ásia. “A combinação de resultados mais fortes do primeiro trimestre, com alguns sinais positivos, e a depreciação do real deve gerar atualizações nos ganhos em 2020. Isso, por si só, deve significar uma reação positiva ao preço das ações”, escreveram os analistas Thiago Duarte e Henrique Brustolin. Eles ressaltaram, no entanto, uma preocupação acerca da manutenção, para os próximos trimestres, das fortes vendas no varejo observadas recentemente. A XP Investimentos, em relatório da analista Betina Roxo, também ressaltou os indicadores acima das expectativas reportados pela BRF, em todos os mercados, e manteve a recomendação de compra do papel.

Informações de Mercado

Acesse nossas publicações

Análises do segmento de foodservice, estudos econômicos, papers relevantes, documentos selecionados para a sua tomada de decisão.

A inteligência de mercado do IFB ao seu dispor.

Quer conhecimento estratégico?
Seja bem-vindo!

Clique, consulte, baixe.

Entrar
Negócios

Para não parar, BRF vai contratar cinco mil funcionários

Postado em 11 de maio de 2020

Há exatos dois anos, a BRF iniciou uma trajetória para recuperar a confiança do mercado de capitais. Com altos e baixos desde então, a empresa ainda não cumpriu esse roteiro, que conta agora com o desafio adicional da Covid-19.

Desde o início da escalada global da pandemia, no fim de fevereiro, o valor de mercado da BRF teve uma retração de 38%, para R$ 15,22 bilhões, segundo a consultoria Economatica.

Com a perspectiva de que os reflexos do coronavírus comecem a ser sentidos, de fato, neste trimestre, a companhia já está tomando ações para se resguardar. “Para garantir a nossa capacidade de produção, nós iniciamos a contratação de 5 mil funcionários”, afirmou Lorival Luz, em teleconferência com analistas realizada nesta segunda-feira, 11 de maio.

Segundo o executivo, a estratégia visa compensar uma potencial redução em seus quadros por conta de fatores como o absenteísmo de trabalhadores, em virtude de contaminações. Ao mesmo tempo, Luz cita as eventuais medidas restritivas tomadas por autoridades e governos.

Em outra medida nessa direção, a empresa diz estar monitorando e redistribuindo, se preciso, a produção. Nessa vertente, por exemplo, em um caso anterior à Covid-19, a empresa redirecionou a produção das unidades de Dois Vizinhos e Francisco Beltrão, no Paraná, para outras plantas habilitadas no País.

Informações de Mercado

Acesse nossas publicações

Análises do segmento de foodservice, estudos econômicos, papers relevantes, documentos selecionados para a sua tomada de decisão. A inteligência de mercado do IFB ao seu dispor.

Nome*
E-mail*
Empresa*